Neste episódio, Daniel Pilon (@daniel_pilon, letterboxd.com/danielpilon) e Daniel Yokoyama (@dmyokoletterboxd.com/dmyoko) aproveitam o trânsito pra falar do quanto apreciaram o novo filme do eterno diretor de O Sexto Sentido. A Visita (The Visit, 2015) de M. Night Shyamalan é um “Found-Footage” que mistura suspense, horror, humor e drama sobre laços familiares e marca o retorno do diretor de sua má fase com filmes de grande orçamento para o apreço de seus fãs.

Atenção: Este episódio contém SPOILERS do filme.

Shyamalan está de volta. Mas ao contrário do que se poderia esperar dele, de acordo com seus últimos trabalhos desde Fim dos Tempos (The Hapenning, 2008), passando por O Último Mestre do Ar (The Last Airbender, 2010) e o grande fiasco Depois da Terra (After Earth, 2013), fase em que o diretor acabou sendo duramente criticado e, inclusive, tendo seu nome removido da campanha promocional do último, A Visita surpreende e marca a volta do diretor ao cinema autoral.

A má fase foi tão ruim que chegou a vincular o nome do diretor com uma espécie de piada, chegando ao ponto de ter a mera menção do seu nome como motivo de graça em um episódio de Honest Trailers, que já havia feito episódios igualmente cômicos de Fim dos Tempos e O Último Mestre do Ar, simplesmente qualificou Depois da Terra como “Burro em tantos níveis…”:

De baixo orçamento, sim. Na verdade, com dinheiro de seu próprio bolso, sem muita promoção e filmado num gênero conhecido justamente por ser barato e muito subestimado: Found footage. Ainda assim, A Visita apresenta elementos marcantes na carreira de Shyamalan, além de reformular o gênero em sua parceria com a produtora de Atividade Paranormal (Paranormal Activity, Oren Peli, 2007) e Amizade Desfeita (Cybernatural, Levan Gabriadze, 2014).

A Visita (The Visit)

M. Night Shyamalan – 2015
imdb | letterboxd