Em mais uma visita ao cinema de ação dos anos noventa, Daniel Pilon (@daniel_pilon, letterboxd.com/danielpilon) e Daniel Yokoyama (@dmyokoletterboxd.com/dmyoko) apresentam O Último Boy Scout (The Last Boy Scout, Tony Scott, 1991), com Bruce Willis, Damon Wayans, Chelsea Field e Halle Berry.

Niilismo, misoginia, violência e humor conduzem esse clássico de ação dos anos 90. O Último Boy Scout é um filme que define o gênero para os anos seguintes.

O detetive particular Joe Hallenbeck (Bruce Willis) é contratado para um caso que parecia simples, proteger a stripper Cory (Halle Berry). Quando o amigo que lhe passou o caso e a própria dançarina que deveria proteger são assassinados, Joe se vê no meio de um caso intrigante de conspiração política. Acompanhado pelo namorado de Cory, Jimmy Dix (Damon Wayans), Joe tenta desvendar o caso enquanto esbarra em valentões e levanta as suspeitas da polícia.

Com tudo isto rolando, Joe ainda tem que lidar com sua família: uma esposa infiel e uma filha que não o respeita e os próprios traumas de um passado glorioso no Serviço Secreto, inclusive tendo salvo a vida do presidente, o tornam uma pessoa desmotivada em restabelecer sua vida, o levando a viver em uma decadência sem fim. Dix não é diferente. Com a carreira acabada no futebol americano, ele vive de um passado promissor e da dependência das drogas para superar as mortes de sua esposa e seu filho.

O Último Boy Scout teve uma produção conturbada, com desentendimentos entre o diretor Tony Scott e o roteirista Shane Black e o produtor Joel Silver, e entre o próprio Willis e Wayans. Ainda assim tudo funcionou muito bem e o filme se tornou um clássico. Vale a pena revê-lo (ou vê-lo pela primeira vez se for o caso). Não se esqueça de deixar seu comentário e assinar o feed para não perder novos episódios.

O Último Boy Scout (The Last Boy Scout)

Tony Scott, 1991
imdb | letterboxd